Livro: Lendárias - A Legião
Autor: Cristy S. Angel
Páginas: 212
PENDRAGON



Sinopse:



Em sua busca pela libertação de uma maldição, Kahlan, a líder das lendárias, é capturada pela legião em uma emboscada para ser levada ao rei das terras do norte. Na jornada, repleta de perigos e segredos através da floresta negra, têm seus poderes removidos por um bracelete mágico. Enquanto isso, o restante de seu clã guerreiro terá de decidir se partirá em sua busca ou se desvendará um novo mistério no forte das bruxas. Nesse meio tempo, a jovem e encantadora Líder é levada como prisioneira pelo comandante da legião, o belo Lian Ruthven, mas o que ambos não sabem, é que seus destinos estão mais ligados do que poderiam imaginar.



Resenha:

Sabe quando você se apaixona por um livro e não quer deixá-lo de lado? Pois é.

Eu comecei Lendárias, apenas dando uma olhadinha de canto para matar um pouco da curiosidade, já que estava lendo outro livro, então acabei abandonando aquele, e mergulhando profundamente na história de Kahlan.

O livro começa com um pouco do antepassado da nossa personagem Badass. Oque faz termos uma vontade ainda maior de descobrir quais foram as consequências para tal ato mencionado no início.

Após essa introdução matadora, conhecemos a nossa bruxa. E minha gente, QUE BRUXA. Kahlan tem uma personalidade, que meus deuses, a garota é forte, não leva desaforo para a casa, não tem medo de homens, impõe respeito, mas também sabe como ser delicada, sorrir, brincar e talvez, só talvez, se apaixonar.

Ela, que foi capturada pela Legião, espera, espera, Legião é um grupo de bonitões, fortes, e altamente educados para ser da Guarda do Rei, mas não são soldadinhos, são melhores, e bem mais treinados para missões especiais.

O chefão (comandante) da Legião, Lian (o nosso magia), captura Kahlan de forma bem inesperada para ela, a deixando sem poderes com o uso de um bracelete.

Ai vocês já pensam "mas porque ninguém tira o bracelete dela?", pois bem, apesar de Kah ser forte mesmo sem seus poderes, ela não pode retirar o bracelete pelo fato de apenas quem o colocou tem a capacidade disso. Ou seja, apenas Lian pode, mas será que ele irá?

Lendárias traz mistério, lutas, coragem, amizade, e acima de tudo magia, é claro.

O livro tem um conjunto maravilhoso, pois, há diversos pontos de vista durante ele, existem histórias passadas a serem desenterradas para Kahlan, uma paixão iminente, uma fúria por aqueles que não respeitam a natureza, dentro muitos outros fatos que eu poderia ficar horas mencionando.

Eu me apaixonei pela escrita da Cristy, amei poder ter lido cada pedacinho do livro, por ter conhecido a história, e claro por ter conhecido o Lian!

O livro não contém apenas Kahlan e Lian, é claro, contém Diah, Fulvia, Trizca, Scott, Willian entre vários outros, que também me conquistaram, (principalmente Scott), com suas personalidades fortes, sua lealdade, e como foram aos poucos ganhando meu coração.



Bio:


 Cristiane, gaúcha, idade bruxa desconhecida e humana não comentada, (Rsrs) pseudônimo Cristy S. Angel. Nascida em Porto Alegre, é mãe de dois meninos, e Jogadora de MOBAS e RPGS Online, mas o seu favorito é o card game HS. Apaixonada por comida Italiana e ama chocolate e café.


 O seu primeiro contato com a leitura foi através das HQs do tio patinhas que sua mãe sempre que podia comprava, e do conto da Bela adormecida ilustrado. O primeiro livro que leu sem ilustrações foi da série vagalume, que sua professora de português entregava toda semana para ler e fazer resumo da leitura. O seu favorito da série era “A Arvore que Dava Dinheiro”. Nesta época começou a escrever contos, mas nunca quis publica-los. Foi somente depois de ler Instrumentos Mortais de Cassandra Clare que, realmente se apaixonou pela literatura fantástica. Conhecendo vários outros títulos do gênero. O favorito é Trono de vidro, da Sarah J. Maas. Hoje Cristy é Potterhead, caçadora de sombras, campeã, tributo, divergente, elemental, e Lendária.

Redes sociais: 

Email para contato: cristyS.angel@outlook.com  

Para comprar, é só clicar abaixo:


4 Comentários

  1. Gosto muito de como os autores criam essas fantasias, fico imaginando de onde sai as idéias dos nomes, das personalidades, dos poderes e etc. Você, Amyzinha, parece gostar muito desses livros e sempre quando vejo alguns parecidos lembro de você.

    Atualmente, livros com esse estilo não estão chamando muito minha atenção.

    Cupcakeland

    ResponderExcluir
  2. Super resenha. Amei demais. Obrigada Amy. <3 <3 <3

    ResponderExcluir
  3. Estava esperando você ler esta maravilha dos deuses. Amo a Kah, ela é simplesmente incrível e a Cristy é outra diva maravilhosa. 😍

    ResponderExcluir
  4. Oi!! Primeira vez aqui no blog e o livro deve ser maravilhoso para fazer você abandonar o que estava lendo. A história é bem instigante. Bjos <3

    Click Literário
    Sorteio Rolando no Instagram <3

    ResponderExcluir