Livro: The Kiss of Deception.
Autora: Mary E. Pearson.
Páginas: 409.
Editora: Darkside.



Avaliação:
Capa: 5 estrelas
Escrita: 4 estrelas
Personagens: 4 estrelas
Final: 5 estrelas

Sinopse: A força feminina é a grande estrela de Mary E. Pearson. Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas - menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá - la a qualquer custo. Mas essa também se torna a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? O primeiro volume de As Crônicas de Amor e Ódio evoca culturas do nosso mundo e as transpõe de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o romance de Pearson é capaz de nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância do amor e como ele pode nos enganar, e de uma protagonista em busca de seu verdadeiro destino e da liberdade a qualquer custo.





.........................................................


Resenha: The Kiss of Deception foi uma descoberta muito boa nesse ano de 2017. Com uma sinopse e capa envolvente, em nunca imaginaria que ia ficar tão confusa e fascinada nessa história. Sério! Só quem for ler vai entender do que eu estou falando. 

De cara me identifiquei com Lia, uma princesa de 17 anos, herdeira do reino de Morrighan, destinada a se casar com um príncipe que nunca viu. Indignada por continuar uma vida que não escolheu, foge. Mas ao fugir, todos vão em sua procura, até um assassino, que não descansará enquanto não cumprir o seu objetivo.

Uma das coisas que mais me encantei foi a percepção e a felicidade ao ver a evolução e o amadurecimento de Lia ao passar dos capítulos, tornando - se mais forte e determinada.

"Às vezes, somos levados a fazer coisas que achávamos que nunca seríamos capazes de fazer." 
                                                                                   Página 405.

Ao longo da trama, podemos desenvolver nossas opiniões sobre os personagens principais, devido ao fato dos capítulos serem narrados em primeira pessoa, alternadamente, pela Lia, o príncipe e o assassino. Assim, o romance desconhecido surge dessa maneira, cada vez mais convencendo o leitor de se apaixonar por cada personagem masculino, sem necessariamente dizer quem é quem.

" O amor é sempre uma coisa bagunçada, que é melhor quando deixado para corações jovens. Não há regras básicas a serem seguidas."
                                                                                    Página 265.


Ficamos maravilhados com a facilidade de nos viciarmos na leitura, com uma história muito bem desenvolvida e na capacidade da autora de desenvolver personagens secundários tão entrelaçados na trama, cada um com suas características que não nos deixam parar de ler!


Com um final deixando um gostinho de quero mais, mal posso esperar para começar o segundo livro dessa trilogia! 

Portanto, recomendo The Kiss of Deception para todos aqueles que se interessam por romance, com uma pitada de suspense, ação e fantasia, que fizeram o exemplar ser tão prestigiado e destacado desde a abertura ao público.



Postado por: Julia.


Deixe um comentário