UM MILÊNIO PARA AMANHECER

by - 19:04


Livro: Um milênio para amanhecer
Autora: Anne Venditti
252 páginas
GIOSTRI EDITORA

Sinopse:

Marvin DeMoore foi levado à Califórnia por seu padrinho aos 2 anos de idade e levado de volta à Inglaterra aos 5, sob circunstâncias desconhecidas. Filho de uma prostituta inglesa, é um homem de personalidade instável, ateu, amante de Shakespeare e pintura. Retorna à Califórnia aos 18 anos, atrás do chefe de polícia McMegory, cliente de sua mãe, que o molestou do 5 aos 15 anos, com quem começa a trabalhar depois de adulto, gerando suspeitas. Na virada do milênio, vê-se engolido por suspeitas de autoria de uma série de crimes que aparentemente não cometeu, os quais têm início após conhecer Jaak Jean, filha do magnata Eliot Lewis, dono da empresa de tecnologia Microtec. Tendo paralelamente ao cargo de investigador de polícia um trabalho sobre o qual ninguém sabe de muita coisa, precisa manter a polícia longe de seu encalço a fim de preservar o segredo sobre suas atividades sigilosas, enquanto tenta administrar sua obsessão pela argentina Clara Pellegrini, sua amiga de infância.




Resenha:

Marvin é um personagem que ainda não decidi se amo, ou odeio. Ele tem uma personalidade forte, porem, durante a leitura você morre de vontade de entrar no livro, sacudir a cabeça dele para ver se ele toma juízo e dar umas voadoras só para ter certeza.

O livro é dividido em quatro partes, que basicamente trazem a vida inteira do protagonista, desde sua infância conturbada com Grazielle,sua mãe prostituta; e a amizade de Doutor Adams, que ajudou a cuidar dele quando mais novo; até sua vida adulta, seu envolvimento com McMegory, seu superior na polícia; Sempala, parceiro e quem mais cuida dele dentro da delegacia; Clara, o seu grande amor; e a herdeira Lewis, Jaak, que se torna uma pessoa importante para ele.

No começo do livro, eu fiquei bastante confusa com os nomes e diversos acontecimentos para pular dentro de uma historia até então desconhecida, acredito que os diversos pontos de vista nesses primeiros capítulos foram o motivo, mas você consegue ir pegando a história aos poucos, e ir entendendo quem é quem.

A vida de Marvin estava até que bem - tirando McMegory que enchia o saco dele - mas a chegada de Jaak vira a vida dele de cabeça para baixo. OKAY, momento confesso, eu achei o Marvin egoísta demais, parecia que ele era apaixonado por várias mulheres, e isso me deixava aflita, eu não conseguia entender se ele gostava de uma, ou de outra, ou de ambas, mas aquilo me deixava com muita raiva, mesma coisa com Clara, não entendia como ela conseguia gostar de Marvin, com ele sendo tão ele.

Jaak é filha de um magnata da computação, Eliot Lewis, e após a morte da mãe, ela decide sumir com Ludwig, o seu irmão menor. Acredito que Eliot deveria ter uma credibilidade maior na história, porque ele me encantou demais, foi um personagem bem construído que definitivamente me conquistou.

Marvin além de egoísta, era egocêntrico demais, e não tinha medo de ninguém, peitava todo mundo, não importava quem fosse, o que me fez pensar: ELE É INSANO.

Por isso, eu digo: Não consigo definir Marvin, não sei se ele é louco, se ele é inteligente, se ele é corajoso, ou se é burro.

Até um determinado ponto do livro, eu não conseguia saber qual seria o foco principal, então a autora começou a mostrar suas cartas, levando à Marvin, e quem ele teria provocado para ser tão perseguido, isso deixa você fica com a pergunta na cabeça “quem será o mandante?”

Até o final, eu achava que sabia, mas mudei de ideia, ai depois voltei para a primeira, mas pensei que não era possível, mudei de ideia mais uma vez, e acabei me perdendo toda.

Só sei que o final foi algo dentro e fora do esperado, é complicado. Complicado também é tentar entender como devo me sentir em relação à isso, acredito que um dia descobrirei, mas não será por agora, rs!

Um milênio para amanhecer é um livro com personagens fortes, e com características bem complicadas, você sente um amor de mãe por eles, os ama mas sabe que tem que repreende-los por suas atitudes, uma história bem construída e que faz um leitor se envolver com as mentes de cada um.



Você também pode gostar

0 comentários