BLACKWATER

by - 22:02

BLACKWATER
GABRIELLE M. F. DE SOUZA
257 PÁGINAS
EDITORA PENDRAGON

SINOPSE:

Jacqueline Blackwater é a capitã do navio pirata Cursed Mermaid, cujo renome cruza os mares. Destemida, ela comanda uma tripulação composta somente por mulheres e com uma regra muito clara: não é permitido homens à bordo. No entanto, um dia um náufrago é puxado do mar. Assim que percebe que se trata de um homem, a primeira coisa que a Capitã quer fazer é jogá-lo de volta e deixá-lo se afogar, mas sua aparência nobre a convence a salvá-lo e quem sabe negociar um resgate.
Agora Jacqueline é obrigada a conviver, depois de tantos anos de pirataria, com alguém do sexo oposto.
O último lugar no mundo em que Adrian gostaria de estar era num navio pirata. Nobre vindo das Colônias, tudo o que ele queria era poder voltar para casa. Mas pelo visto o destino gosta de pregar peças. 
Sem opção além de não se matarem, Capitã e prisioneiro terão que aprender a se suportarem. Sem saber qualquer informação sobre ele além de seu nome e ares de riqueza, Jacqueline decide investigar a origem do estranho para saber se ele pode mesmo ter-lhe algum valor. Porém, um segredo é descoberto no meio da investigação.
O aprendizado acaba de se tornar ainda mais desafiador. A força da Capitã será posta à prova. Será que ela está à altura do desafio?



RESENHA:



Assim que li a sinopse de Blackwater fiquei muito curiosa para conhecer a história, por dois motivos:

1. Um navio apenas de mulheres e 2. Quem seria o prisoneiro?

O foco principal do livro é a história de Jacqueline e seu navio, mas graças a aparição de Adrian tudo muda. Eu gostei bastante de como a autora descreveu enquanto eles estavam em alto mar, e adorava as brigas de Adrian e Jacqueline, porém acredito que ela se perdeu em meio as passagens temporais e ao não ter revelado muito sobre o passado da capitã.

Definitivamente me surpreendi com a Jacqueline porque ela é uma mulher forte, e capaz de tudo, porém, sua birra à fazia perder o foco, e isso era revoltante! Outro fato foi a festa com outro navio, e ela ter levado outro à sua cabine, aquela parte do livro me deixou boquiaberta.

Por um lado reconheço que Jacque estava certa ao não confiar em Adrian por tudo que ambos passaram, mas o homem estava fazendo de tudo por ela e ela continuava o esculachando e dizendo coisas horríveis.

O Adrian tinha um temperamento muito explosivo, tudo queria se achar o rei da cocada preta e se aparecer como um herói, esse foram dos fatores que me faziam ficar com muita raiva dele, mas até entendo as partes em que ele queria proteger a sua amada, porém não precisava ser tão grosseiro né, more?

Eu esperava um pouco mais mesmo sobre o passado dos dois, porque foi uma coisa que ao meu ver ficou em branco, e sobre o casamento do Adrian foi bem pesada a ideia, e porque ele nunca tentou avisar a Jacque de alguma forma?

A autora tem muito potencial e acredito que tenha bastante futuro na escrita, sendo seu primeiro romance publicado. Assim, ela só tende a melhorar.

Bom, apesar de algumas passadas de raiva durante a leitura, eu gostei bastante do livro, é bom para se dar risadas durante as discussões dos personagens, e tem muitas aventuras o tempo todo. É um livro para desde os adolescentes até adultos. Eu considerei ele como um YA, e acredito que seja uma história para se guardar.




Você também pode gostar

0 comentários